Nesta página existe biografia de 07 matemáticos

Clique nos links abaixo biografia de matemáticos por ordem alfabética:

| AB  || CD || E F G ||H I J  ||K L M ||NOP|QRS || TUV || W X Y Z

Wacław Sierpiński

Wacław Sierpiński (Varsóvia, 14 de março de 1882 - id., 21 de outubro de 1969), filho de médico, seu talento na matemática foi logo reconhecido por seu primeiro professor da área.

Apesar de dificuldades impostas pela ocupação da Polônia pelo Império Russo, Sierpiński entrou para o departamento de física e matemática da Universidade de Warsaw em 1899

 

 

Vários objetos matemáticos foram denominados em honra a Sierpiński, ou foram

estudados por ele:

 

 

conjunto de Cantor

número composto para todo n

 

 

 

WALLIS John

Matemático inglês nascido  em Ashford, Kent, 23 de novembro de 1616 faleceu em Oxford, 28 de outubro de 1703.

     Wallis era filho de um vigário e ele próprio ordenou-se em 1640. Por essa época, obteve também o grau de bacharel e o mestrado por Cambridge, tendo pensado na medicina como profissão.

     A Inglaterra vivia então um período agita­do. Irrompera a guerra civil e Wallis, que fa­rejava longe os ventos favoráveis, decidiu apostar na vitória dos parlamentaristas contra o Rei Carlos II. Como Vieta, Wallis fez o nome por si próprio ao aplicar seus conheci­mentos matemáticos para decifrar o código das mensagens captadas dos realistas.

    Graças a isso, e a despeito do fato de ha­ver votado contra a execução do rei, Wallis recebeu um posto magisterial em Oxford, em 1649, sob regime parlamentarista. A circuns­tância de não haver votado a favor da execu­ção do rei, entretanto, veio beneficiá-lo em 1660, quando o filho de Carlos 1 restaurou a monarquia e subiu ao trono sob o nome de Carlos II. Wallis tornou-se então capelão do rei.

    Wallis escreveu prolixamente sobre mate­mática e foi um daqueles a quem se poderia aplicar a expressão de prodígio calculatório. Conta-se que guardava de memória o resulta­do da raiz quadrada de um número de 53 alga­rismos, fornecendo-a corretamente para se­tenta posições. Foi o primeiro a estender o conceito de expoente para os números negati­vos e às frações, de modo que x-2 por exem­plo, era definido como 1/x2 enquanto x1/2 equi­valia a √x  ; Wallis foi também o primeiro, em 1656, a empregar ∞ como símbolo de infi­nito. Além disso, foi ainda o primeiro a inter­pretar geometricamente os números imaginá­rios, embora não o tenha feito com êxito ab­soluto. Dois séculos depois, Steinmetz  fez essa representação fundamental para a sua abordagem teórica relativamente aos circuitos de correntes alternadas. Wallis foi também um dos primeiros a escrever uma história sé­ria da matemática.

     A seguir, começou a revelar grandes preo­cupações com o problema do cálculo, o que para ele constituiu uma frustração, pois, nesse particular, viu-se obscurecido pela sombra de seu contemporâneo mais jovem, Newton, que logo descobriria os fundamentos do cálculo.

    Espírito quizilento e apaixonadamente na­cionalista, Wallis estava sempre disposto a comprar brigas com os estrangeiros, como o fez no caso de Descartes. Assim é que figurou entre os primeiros a defender a priori­dade da descoberta do cálculo para Newton, acusando Leibniz [206] de plagiário em uma das mais mordazes e virulentas querelas cien­tíficas da história. Usou de sua influência para combater a adoção do calendário Gregoriano na Inglaterra, pois, no fundo dessa atitude, via implícita uma subserviência a Roma (e, portanto, aos estrangeiros). Em consequên­cia, a adoção desse calendário foi retardada de meio século pelas autoridades eclesiásticas britânicas.

     A maior contribuição de Wallis à ciência foi talvez o papel que desempenhou, junta­mente com seu amigo íntimo Boyle  e ou­tros, no processo cujo resultado foi a funda­ção, em 1663, da Royal Society. Wallis acei­tou o desafio que lhe fez esta para investigar o comportamento dos corpos em colisão e, em 1668, foi ele o primeiro a sugerir a lei da conservação do momento, que se tornaria a primeira dentre todas as importantes leis da conservação. Sua descoberta seria posterior­mente ampliada por Wren  e Huygens .

Fonte: http://www.profgarcia.xpg.com.br/geometriaespacial.htm/

 

 

 

William Brouncker(1620-1684), um dos fundadores da Royal Society de Londres, nascido cerca de 1620, e falecido em 5 de abril de 1684, foi um dos mais brilhantes matemáticos do tempo presente, e foi em relações íntimas com Wallis, Fermat, e outros levando matemáticos. Mencionei acima o seu curioso reprodução de Brahmagupta a solução da equação de uma certa indeterminado. Brouncker provou que a área delimitada entre as eqüilátero hipérbole xy = 1, o eixo dos x, e as ordenadas e x = 1 x = 2, é igual tanto para
 

  ou

Ele também trabalhou com outras expressões semelhantes para as diferentes áreas delimitadas por linhas retas e hipérbole. Ele escreveu sobre a retificação da parábola e da ciclóide. É notório que ele usou infinita série de exprimir quantidades cujos valores ele não pode determinar outra forma. Em resposta a um pedido de Wallis para tentar a quadratura do círculo ele mostrou que o rácio da área de um círculo para a área do quadrado circunscrito, isto é,  a razão  de 4 / π , é igual ao razão do

   1/(1 + (1^2)/(2 + (3^2)/(2 + (5^2)/(2 + (7^2)/(2 + ...)))))

Brouncker conquistas da matemática inclui trabalhos sobre frações contínuas e calcular logaritmos em série infinita. I Em 1655 ele deu uma fração contínua expansão de 4 / π .



a 1. Frações contínuas tinham sido empregadas pelas Bombelli, em 1572, e tinha sido sistematicamente utilizado pelos Cataldi, em seu tratado sobre a encontrar raízes quadradas de números, publicado em Bolonha em 1613. Suas propriedades e teoria foi dada pela Huygens, 1703 e Euler, 1744

 

This page is included in a collection of mathematical biographies taken from A Short Account of the History of Mathematics by W. W. Rouse Ball (4th Edition, 1908).

 

 

 

Weingarten Julius

Nasceu em 02/03/1836, Berlin ( Alemanha) — faleceu no dia 16/06 do ano de 1910, Freiburg im Breisgau ( Alemanha ), mas sua família foram polaco e tinham emigrado para a Alemanha.  Ele certamente não veio de uma família de acadêmicos seu pai era um tecelão, e a família não dispunha de recursos financeiros para seus estudos, que trouxe um grave impacto  sobre a totalidade da carreira de Weingarten .

Ele completou os seus estudos lá em 1852 e, no mesmo ano, ele entrou na Universidade de Berlim para matricular em um curso de estudo que envolveu principalmente matemática e física.  Essas palestras na área da física e matemática foram especialmente inspiradora e, embora este não seria a principal da área de pesquisa de Weingarten , ele continuou a trabalhar, de tempos em tempos, sobre os problemas relacionados a este tema durante toda sua carreira.  Ele também estudou química na Gewerbeinstitut Berlim (o Instituto de Artesanato) durante estes anos. Em 1863 Weingarten foi capaz de fazer um grande passo em carreira no assunto quando deu    uma aula de superfícies isométricas a uma determinada superfície de revolução. Superfícies de curvatura constante  ou curvatura constante Gaussiano são hoje chamados a Weingarten superfícies.

Após ter produzido trabalhos de excelente qualidade, ao mesmo tempo devemos lembrar que ele era  ensinado nas escolas, seria razoável esperar que Weingarten iria encontrar um bom lugar acadêmico. No entanto, isso não foi fácil nessa altura, exceto para aqueles que tinham os fundos necessários para lhes permitir o luxo de iniciar uma carreira académica com pouco rendimento. Weingarten teve de tomar a opção que iria dar-lhe com uma renda para que ele aceite uma posição bastante insatisfatória no Bauakademie, em Berlim.

Weingarten foi promovido para professor na Bauakademie em 1871, mas deixou o posto para assumir pouco satisfatório no que foi bastante insatisfatória outra posição na Technische Hochschule em Berlim. Até 1902, com a idade de 66, sua saúde começou a debilitar e, por essa razão, mudou-se para Friburgo im Breisgau, onde foi nomeado como um professor honorário. Ele ensinou ali até 1908, em que foi, em muitos aspectos o mais satisfatório de suas  posições de ensino.

Weingarten trabalhou sobre o infinitesimal deformação de superfícies, realizadas em torno de 1886, foi elogiada por Darboux que incluiu-a nas suas quatro volume tratado sobre a teoria das superfícies. Na verdade Darboux Weingarten disse que o trabalho  era digno de Gauss, na verdade um elogio. O interesse que demonstraram Darboux no seu trabalho, incentivou Weingarten a empurrar os seus resultados ainda mais e ele escreveu um longo trabalho que ganhou o Grande Prêmio da Académie des Sciences em Paris em 1894. O trabalho foi publicado na Acta Mathematica, em 1897 e foi outro grande passo em frente na resolução dos problemas em Weingarten, que tinha trabalhado toda a sua vida. Neste trabalho que reduziu o problema de encontrar todas as superfícies isométricas a uma determinada superfície para o problema de determinar todas as soluções para uma equação diferencial parcial do Monge-ampère tipo.

Darboux não foi o único líder matemático Weingarten na hora em que foi igualmente interessado na teoria de superfícies. Outra Bianchi e foi uma grande correspondência cresceu entre Weingarten e Bianchi. Na verdade, em [2], que é um livro 304 páginas que contenham todas as Bianchi da correspondência, a mais extensa de todas é a correspondência com um Weingarten.

Fonte: http://www.profgarcia.xpg.com.br/geometriaespacial.htm/

 

 

 Wilhelm Theodor Weierstraß

Wilhelm Theodor Weierstraß (Nasceu: 31 de Outubro 1815, Ostenfelde (próximo de Ennigerloh/Münster) - Faleceu:19 de Fevereiro 1897, Berlim), conhecido por Karl Weierstrass foi um matemático alemão, professor na Universidade de Berlim.

Filho de um oficial alfandegário, quando jovem demonstrou habilidade em línguas e no trato com os números. Porem, por influência do pai, ingressou em um programa de leis e comércio da Universidade de Bonn, mas, para desgosto da família, Weirstrass concentrou-se mais na esgrima e na cerveja, do que nos estudos, e retornou para casa, quatro anos mais tarde, sem nenhum diploma.

Em 1839, Weierstrass entrou para a Academia de Münster, com objetivo de obter um título em educação secundária. Foi onde conheceu o matemático Christof Gudermann, por quem foi orientado. As idéias de Gudermann infuenciaram muito o trabalho de Karl, que nos 15 anos seguintes à sua formatura, ensinou alemão, caligrafia, geografia e matemática em uma escola secundária. Por ser um professor secundário muito do seu trabalho foi ignorado.

Somente em 1854, publicou um artigo de maior importância, o que lhe deu, da noite para o dia, fama internacional no mundo da matemática. No mesmo ano recebeu, da Universidade de Königsberg, um título de doutor honorário, e, em 1856 na Universidade de Berlim, teve inicio sua carreira como professor universitário.

Em 1860 apresentou a primeira fórmula para uma função contínua que não fosse derivável em nenhum ponto, fortalecendo as teorias que o matemático da Boêmia Bernhard Bolzano apresentou em 1834, quando apresentou uma destas funções.

O seu trabalho forneceu as bases da teoria das funções analíticas. Weierstrass foi um pioneiro da moderna análise matemática e mentor da matemática Sofia Vasilyevna Kovalevskaja. Dentre seus mais brilhantes seguidores destaca-se também outro russo, Georg Cantor.

VER TAMBÉM:

  • Teorema de Stone-Weierstrass
  • Teorema de Bolzano-Weierstrass
  • FONTE: http://pt.wikipedia.org/wiki/Karl_Weierstrass

     

    Wilhelm Eduard Weber (Wittenberg, 24 de Outubro de 1804 — Göttingen, 23 de Junho de 1891), foi um físico alemão.

    Estudou na Universidade de Göttingen e na Universidade de Halle. No ano de 1837 foi expulso de Göttingen, juntamente com mais sete professores, por ter protestado contra a suspensão da Constituição de Hanover, por ato do Rei Ernest Augustus. Em 1843, Weber passou a ser professor na Universidade de Leipzig e no ano de 1849, voltou a lecionar em Göttingen.

    Weber demonstrou que um sistema absoluto de medidas elétricas poderia ser definido por via de comprimento, de tempo e de massa. Tendo em vista a sentença de Fechner, segundo a qual as cargas elétricas negativa e positiva se movem, em um fio condutor, com velocidades iguais e opostas, ele desenvolveu a lei das forças existentes entre as cargas. Em colaboração com Gauss, concebeu e construiu um sistema de telegrafia eletromagnética que chegou a funcionar até a distância de mais de 3.000m.

    Em 1825, em colaboração com seu irmão, Ernst Heinrich Weber, anátomopatologista, publicou um tratado intitulado A doutrina das ondas fundada na experimentação. Posteriormente, desta vez em colaboração com um irmão mais moço, Eduard Friedrich Weber, investigou o mecanismo do ato de caminhar.

    Em homenagem a Weber, foi dado o nome de weber (Wb) à unidade de medida do fluxo magnético (SI).

     

    Ernst Friedrich Ferdinand Zermelo (27 de julho de 1871, Berlim, Império alemão - 21 de maio de 1953, Freiburg im Breisgau, Alemanha Ocidental), foi um  matemático alemão, cujo trabalho tem importantes implicações para as bases da matemática e, consequentemente, sobre filosofia.

     Ele formou-Berlin's Luisenstädtisches Gymnasium, em 1889.  Ele terminou o seu doutoramento em 1894 na Universidade de Berlim, concedidos para uma dissertação sobre o cálculo das variações (Untersuchungen zur Variationsrechnung). Zermelo permaneceu na Universidade de Berlim, onde foi nomeado assistente de Planck, sob cuja orientação ele começou a estudar hidrodinâmica.  Em 1897, foi para a Zermelo Göttingen, altura em que o líder centro de investigação matemática no mundo, onde completou a sua habilitação tese em 1899.

     Em 1910, Zermelo à esquerda Göttingen após ser nomeado para a cadeira de matemática na Universidade Zurique, que se ter demitido em 1916.  Ele foi nomeado para um presidente honorário em Freiburg im Breisgau, em 1926, o qual se ter demitido em 1935 porque ele reprovado regime de Hitler. No final da II Guerra Mundial e, a seu pedido, Zermelo foi reintegrado à sua posição honorário em Freiburg.

     Investigação em conjunto teoria

     Em 1900, em Paris a conferência do Congresso Internacional de Matemáticos, David Hilbert desafiou a comunidade com o seu famoso matemático  problemas de Hilbert , uma lista de 23 por resolver questões fundamentais que devem matemáticos ataque durante o próximo século.

    Z. Zermelo começou a trabalhar sobre os problemas da teoria  do conjunto e em 1902 publicou seu primeiro trabalho relativo à adição de transfinite cardeais. . Em 1904, ele conseguiu tomar o primeiro passo no sentido da sugerido por Hilbert continuum hipótese quando ele provou o teorema bem-ordenação (cada conjunto pode ser bem ordenado). TEste resultado trouxe a fama Zermelo, que foi nomeado professor em Göttingen, em 1905. Sua prova do teorema bem-ordenação, baseado no axioma de escolha, não foi aceite por todos os matemáticos, em parte devido conjunto teoria não foi axiomatizado neste momento. In 1908 , Em 1908, conseguiu produzir uma Zermelo muito mais amplamente aceite prova.

    In 1905 , Zermelo began to axiomatize set theory; in 1908 , he published his results despite his failure to prove the consistency of his axiomatic system. Em 1905, começou a Zermelo conjunto axiomatize teoria; em 1908, ele publicou seus resultados apesar da sua incapacidade de provar a coerência do seu sistema evidente. See the article on Zermelo set theory for an outline of this paper, together with the original axioms, with the original numbering. Ver o artigo sobre a teoria Zermelo fixado para um esboço do presente documento, juntamente com o original axiomas, com a numeração original.

     Em 1922, Adolf Fraenkel e Thoralf Skolem independentemente melhorou Zermelo's axioma sistema. O axioma 10 resultantes sistema, agora chamado Zermelo-Fraenkel axiomas (ZF), é agora o mais comumente usado para definir evidente teoria.

    Versão traduzida de : http://en.wikipedia.org/wiki/Ernst_Zermelo

     

     

     Zermelo's  Problema

    Proposed in 1913, the Zermelo's Navigation Problem is a classic optimal control problem. Proposto em 1913, o Zermelo's Navegação problema é um  problema clássico.  Os problemas trata de um barco navegando em um corpo de água, proveniente de um ponto O destino a um ponto D. O barco é capaz de uma certa velocidade máxima, e queremos obter o melhor controlo possível para alcançar o mínimo possível na D tempo.

     Sem considerar as forças externas, como a corrente e do vento, o ideal é controlar a seguir uma linha reta O segmento de D. com a consideração de corrente e do vento, o menor caminho a partir de Ó D é, na realidade, e não a solução óptima.

     

     

    Zorawski, Kazimierz (1866 - 1953)

     

     Kazimierz Żorawski (22 de junho de 1866 - 23 de janeiro de 1953) foi um proeminente  matemático polaco, muitas vezes considerados entre os melhores.Seu trabalho ganhou-lhe um lugar na matemática homenageado juntamente com matemáticos tais como Wojciech de Brudzew, Jan Brożek (Broscius), Nicolau Copérnico, Samuel Dickstein, Stefan Bergman, Marian Rejewski, Stanisław Zaremba e Witold Hurewicz.

     Żorawski interesses principais do invariantes foram de formas diferenciais, integrante invariantes de Lie grupos, geometria diferencial e de mecânica de fluidos.  Seu trabalho nestas disciplinas foi o de revelar importantes em outras áreas da matemática e ciências, tais como equações diferenciais, geometria e física (especialmente astrofísica e cosmologia).

    Fonte: http://www.profgarcia.xpg.com.br/geometriaespacial.htm/

     home    a_meu_respeito  depoimentos Alunos  Livros_doProfGarcia

    Atualizado em 24/03/2017

    Copyright © 2004-2005 Todos os Direitos Reservado